Protocolo APE – CMN

Protocolo APE – CMN

PONTOS ESSENCIAIS DO PROTOCOLO ASSINADO NO DIA 3 DE ABRIL ENTRE O CMN E A APE

Como nota importante saliente-se a necessidade de identificação, apresentando o respetivo cartão, com a vinheta do pagamento da quota, colada no verso, como comprovativo de Associado de pleno direito.
***********************************************************************
O CMN cria condições para facilitar o acesso às suas instalações e serviços aos associados da APE, promovendo o salutar convívio e a discussão de temas relevantes e de reconhecido interesse e também iniciativas de carácter social e cultural.

Para utilização das instalações e serviços do CMN pelos associados da APE, pode ser solicitada a sua identificação através do respetivo cartão de sócio da APE, complementado por qualquer outro documento pessoal com fotografia.

Os Associados da APE poderão fazer-se acompanhar de familiares e/ou convidados, desde que não seja excedido o quantitativo adequado e ajustado à capacidade de resposta dos serviços do CMN.

Nas iniciativas e eventos promovidos pela APE, os sócios do CMN que manifestem interesse em tempo oportuno, beneficiam das mesmas condições de acesso dos associados da APE.

As partes podem realizar iniciativas conjuntas, nomeadamente palestras, colóquios ou eventos de carácter cultural, social e técnico-profissional, que sejam de interesse comum.
************************************************************************
Exemplo do cartão de Associado da APE com a vinheta da quota de 2019 colada no verso. 
Este processo foi iniciado este ano, 2019, pelo que todos os Associados progressivamente, à medida que vão pagando a sua quota, receberão este comprovativo que lhe confere a condição de pleno direto.
Cabe aqui ainda referir que, tal como insistentemente se vem solicitando e rogando, as quotas devem ser liquidadas no primeiro trimestre de cada ano.

X